Entendendo Nova York

Um viajante amigo diz: “Vou pra New York”… é claro, logo pensamos naquela “cidade” centro financeiro do mundo, centro da moda e da diversão com as luzes da Times Square e os espetáculos da Broadway.
Sempre tem alguém para perguntar: “Mas você vai ficar em Manhattan?”. Hum, e agora? Será que surgiu dúvidas… E o metrô, alguns dizem que é um “bicho de sete cabeças” outros acham facílimo de se localizar.
Esta postagem tenta esclarecer, para aqueles que não conhecem bem, as diferenças embutidas nas palavras New York, New York City e Manhattan e ainda dá uma pequena noção de como funciona as linhas de metrô desta encantadora “Big Apple” (Oh, não! Mais um nome… do que estamos falando agora?). Vamos conferir?

Bom, vamos esclarecer alguns pontos, assim como aqui no Brasil temos São Paulo – o Estado e a cidade de São Paulo o mesmo ocorre com Nova Iorque, só como exemplo para aqueles que faltaram às aulas de Geografia, Por isso as denominações diferentes, usamos New York City para diferenciar a cidade do estado de New York, do qual faz parte.
Nosso foco e grande interesse de viagem geralmente é a Cidade de Nova Iorque, ou como queira, New York City. Mais especificamente, a grande maioria de nós turistas, estamos mais interessados em “Manhattan“. É a esse local, uma ilha, onde nós geralmente queremos ir, onde ficam as principais atrações.
New York City ou grande Cidade de Nova Iorque é dividida em cinco “boroughs” – são como regiões administrativa (para quem está familiarizado com Brasília, um bom exemplo: as cidades satélites.). Essas 5 grandes áreas que formam a cidade de Nova York são: Manhattan (ilha), Bronx, Brooklyn, Queens e Staten Island.
Por sua vez, Manhattan é subdividida em bairros ou podemos chamar também de regiões de Manhattan:
  • Lower Manhattan – onde fica o distrito financeiro, bolsa de valores e Wall Street. Nesta região também está localizado Chinatown (com a maior concentração de chineses do Ocidente), Little Italy, SoHo e Lower East Side e TriBeCa. Basicamente você andará por aqui pra visitar principalmente a Wall Street, o Memorial do World Trade Center, Ponte do Brooklyn e o Battery Park, onde sai os cruzeiros para visitar a Estátua da Liberdade.
  • Downtown e Chelsea – aqui fica as regiões de NoHo, Chelsea, Union Square, Greenwich Village/West Village e East Village. Por aqui nós turistas andamos mais é atrás de uma boa balada noturna, bares, restaurantes e boates.
  •  Midtown – Hell’s Kitchen, Midtown, Times Square/ Theather District são as áreas que compõe o Midtown. Andamos muito por aqui, para os turistas é o centro de Manhattan onde podemos vislumbrar a Times Square e todo o charme da Broadway.
  • Central Park e arredores – parte mais ao norte da ilha, da 59th street para cima, denominadas Upper East side, East/spanish Harlem, Harlem e Upper West side. Nosso foco aqui é principalmente Central Park e museus como MET e Museu de história Natural.

 

Já conhecendo um pouco mais de Manhattan vale ressaltar que é um lugar fácil de se localizar, primeiro porque as ruas sempre tem placas nas esquinas com identificações de onde você se encontra e em segundo porque as ruas são numeradas e tem traçado em grade. As avenidas cortam do norte para o sul e as ruas vão do leste para o oeste (east / west). Há duas exceções, o Lower Manhattan que não é numerado e sim tem nomes de ruas pois é uma parte mais antiga da ilha e que se desenvolveu antes do sistema de grade ser adotado. E a Broadway que é uma avenida que corta a ilha na diagonal.

O metrô te leva para praticamente qualquer lugar de Manhattan ou fora. É muito fácil se locomover de norte a sul da ilha, do lado leste correm as linhas 4, 5, 6; e pelo lado oeste as linhas 1, 2, 3, A e C. Para cruzar a cidade sentido leste/oeste há poucas linhas mas as principais são N e W. Descrevendo dessa forma parece difícil mas o básico é se lembrar que se está indo para o Norte tem que se pegar um trem para UPTOWN, se vai para sul DOWNTOWN. (Guarde: Up: para o alto – norte; down: para baixo – sul).

Para aqueles que irão ficar em NY por alguns dias (penso que a partir de 4 dias) é vantajoso comprar o MetroCard, com ele não é necessário pagar cada trecho utilizado quando se escolhe a opção “unlimited ride“. Há duas opções 7 dias – 29 dólares e 30 dias – 104 dólares (mais taxas). Consulte: www.mta.info

No mais, é pegar o mapa do metro disponível nas estações e localizar qual estação você está e em que sentido quer ir, no mapa você encontra os números das linhas. Também há aplicativos para celular com mapas do metrô, eu usei o “NYC Subway” (funciona of line).

Uma pequena ideia da extensão das linhas do metrô – mapa
P.S.: Esclarecendo o nome mencionado no inicio desta postagem para quem não conhece e ficou curioso, “Big Aplle” (A grande maçã) é apenas mais um dos vários cognomes que NY possui. São apelidos conhecidos mundialmente assim como “Gotham” (mesmo antes de Batman -rsrs, não sei o significado real mas há menções pela net de Grande Capital), “The Naked City” (A cidade nua), “The Capital of the World” (A capital do mundo).

 

Consulte a postagem “We love NYC“. 
Fiz sugestões de passeios dia a dia, aproveitem!!!

 

Facebook Comments

2 Comments

Deixe uma resposta