Fortaleza e outras belezas do Ceará

Descobrir um pouquinho do Ceará era um sonho antigo; caminhar ao fim da tarde pelo calçadão de Iracema, famoso ponto de encontro dos turistas, ver de perto praia de Cumbuco conhecida pela prática de esportes radicais, mergulhar nas piscinas naturais de Canoa Quebrada e assistir um pôr do sol em Jericoacoara. Ah, sonhos! Alguns tiveram a chance de serem colocados em prática. Faltou um, ainda não foi a vez de Jeri. Mas é só mais um motivo para retornar ao Ceará em breve.

Canoa Quebrada – Ceará

Venha conferir Fortaleza e outras belezas como Canoa Quebrada e Cumbuco.

Aqueles que acompanham meus posts já perceberam que adoro sair do básico numa viagem, e que nas cidades litorâneas dificilmente passo meus dias somente em praias, que gosto de explorar além.
Pois é um pouquinho disso que vim contar a vocês hoje. Fortaleza também tem outros passeios além das praias, e óbvio que boas praias para aproveitar!

Monumento Arcos de Iracema – Fortaleza

Vamos começar com as dicas… As praias mais próximas ao centro de Fortaleza não são apropriadas para banho porém existem muitas opções de boas e maravilhosas praias aos arredores e todas de fácil acesso.Mas nada impede de fazer uma caminhada ao fim de tarde pela praia de Iracema ou Meireles, andar no calçadão e fazer compras na feirinha de artesanato onde se acha muitos encantos do Ceará.

Orla de Fortaleza vista da Praia de Iracema

Há várias agências de turismo que fazem os passeios às praias mais distantes por um preço bem acessível o único inconveniente é seguir os horários estipulados. É possível encontrar as agências pela internet ou até mesmo passeando nos calçadões das praias.

Por falar em passeios, dificilmente há quem já foi a Fortaleza e não conheceu Canoa Quebrada, existe uma boa explicação pra isso, é simplesmente uma delícia de lugar, e foi o meu melhor passeio sem dúvida. Então, vamos começar nossa conversa a partir daqui.
Escolhi fazer o passeio com a agência Ocean View (um amigo fez o mesmo passeio com a GirafaTur – deixo aqui os links de ambas mas eu fechei pelo site e o amigo em questão comprou com um consultor na Beira Mar), escolhi o passeio “3 praias em 1 dia” (valor R$ 50,00 por pessoa) e a guia nos pegou no hotel no horário combinado, as 7 horas da manhã, fomos o primeiro casal, achei bacana que ela nos ligou um pouco antes e acredito que tenha feito o mesmo com os demais turistas o que, provavelmente, evita atrasos e esperas desnecessárias.

Todos dentro do micro ônibus a guia começou uma explanação contando nos um pouco sobre a história da cidade, falando sobre alguns lugares conhecidos que passamos perto (como a casa onde viveu o escritor José de Alencar e a fábrica da famosa Jurupinga) e dando algumas dicas.

Vasos de areia colorida de Morro Branco

Com aproximadamente 40 minutos de viagem chegamos a uma base em Morro Branco, ali aqueles que optassem pelo passeio de bugue iriam seguir já com os bugueiros rumo as falésias e quem não quisesse iria até um outro ponto com ela de ônibus e dali seguiriam a pé numa caminhada de aproximadamente 40 minutos. Como estava bem quente, sol forte, não quis arriscar na caminhada e optamos pelo bugue, este passeio é pago a parte.

Falésias de Morro Branco

Uma verdadeira caravana de bugres saiu passando por uma praia e um vilarejo onde descemos pra caminhar por entre as falésias acompanhados de um outro guia local, engraçado diga-se de passagem, adorava fazer uma piada com sogras. Logo no início da caminhada passamos por barracas de artesanato, uma bela feira que tem como destaque os trabalhos feitos com sílica, as areias coloridas.Seguimos o passeio por uma área preservada onde somente se faz o percurso a pé, vimos o farol de Morro Branco, alguns mirantes e descemos até a praia por entre as fendas, o que chamam de Labirinto das falésias. Ao final desta caminhada os guias pedem uma contribuição. Um passeio bem legal!

Labirinto das falésias em Morro Branco

Ponto dos bugueiros após passeio nas falésias

Logo lá em baixo na areia da praia o bugue já nos aguardava e seguimos para a Praia das Fontes onde se encontra algumas fontes que desaguam como bicas nas areias da praia ou em pequenas grutas formadas pelo trabalho incessante das águas. Um local bonito mas sempre muito cheio então fica difícil se aproximar de uma fonte ou tirar uma boa fotografia.

Praia das fontes

Pra alcançar a primeira fonte que fica numa espécie de gruta é necessário caminhar na água rasa do mar, e pra mim foi o melhor momento até ali pois senti o quão morna estava a água do mar e fiquei louca por um mergulho mas num passeio de grupo não tínhamos tempo, deveria aguardar a chegada a Canoa Quebrada.

Após esta visita seguimos de bugue por entre vilarejos e casas de veraneio com lindas paisagens para dunas e parques de produção de energia eólica.

Terceira parada – lagoa de Uruaú

Uma terceira parada foi feita na Lagoa de Uruaú que tem uma barraca de apoio com bebidas e um churrasquinho, a parada é de uns 20 minutos e é possível entrar na água desta lagoa o que preferi não fazer por não ser água corrente e ter um movimento grande de turistas e locais. Achei a parada desnecessária e desinteressante. Não havia banheiro em nenhuma das paradas durante o passeio o que me deixou um pouco incomodada pois com o calor precisamos nos hidratar, consumir muita água e consequentemente usar o banheiro. Então estava louca pra sair daquela lagoa em direção ao ponto final do bugue onde encontraríamos novamente nosso ônibus e guia. Este encontro se deu num posto de gasolina a beira da estrada e dali seguimos, finalmente, para Canoa Quebrada onde faríamos o nosso almoço e teríamos um barraca de apoio de indicação da guia mas claro que poderíamos optar por ficar em outra barraca/ restaurante.

Broadway – Canoa Quebrada

Chegando ao destino final o ônibus parou num estacionamento apropriado bem próximo à Broadway, isso mesmo, mas não é a famosa de Nova Yorque (risos) mas a rua principal do vilarejo onde há comércio, bancos e lojas de lembranças. Para alcançar a praia tivemos novamente o apoio dos bugues mas nesse trajeto de ida e volta é cortesia e ficam disponíveis pra qualquer momento que você queira voltar, este apoio é necessário por ser um trajeto de difícil acesso, a praia fica abaixo de um paredão de falésia e mesmo com a ajuda dos bugres paramos num local em que ainda é necessário descer vários degraus numa escadaria até a parte baixa.

Praia de Canoa Quebrada vista para as falésias e escadarias

Após este trajeto chegamos a barraca indicada pela guia “Antônio do coco” onde o almoço farto já está sendo preparado para nós, uma peixada com lagosta, camarões e peixe muito bom e preço razoável para duas pessoas. A barraca também conta com uma estrutura legal com banheiros (estavam limpos) e duchas. Após o almoço ainda havia outro passeio opcional de bugre que nos levaria até alguns outros pontos da praia e a um ponto de skibunda. Mas esse dispensamos e aproveitamos o fim do tarde tomando uma cerveja, mergulhando nas águas mornas e piscinas naturais e caminhando um pouco pela areias de Canoa Quebrada. Próximo ao horário combinado (16 horas) pegamos o bugue subindo de volta à Broadway, fizemos um passeio rápido pela famosa rua e encontramos o restante do grupo no estacionamento. Seguimos para Fortaleza com duas horas de viagem.

O segundo dia foi a vez de visitar Cumbuco, localizada a 38km de Fortaleza a praia é uma vila de pescadores cercada por dumas e as lagoas de Parnamirim e Cristalina. Este conjunto forma um parque natural de diversão pois os ventos fortes são propícios a prática de kitesurf, windsurf, surf e paraglider. Daqui também saem passeios de bugue para as dunas e para os pontos de skibunda e tirolesa nas proximidades das lagoas, há passeios à cavalo, jegue e quadriciclo. Diga se de passagem que estranhei estes  últimos nos casos de cavalos e jegues que caminham na areia deixando sua “marca” nada agradável.


Pra chegar aqui você tem a opção de contratar o passeio das agências (já mencionadas) que cobram em torno de 25 reais. As saídas são diárias a partir das 8:30 horas. A volta também tem horário certo então se quiser mais liberdade pode optar pela linha de ônibus. a linha é a 366 – Cumbuco Beira Mar, da empresa Vitória, tarifa de 5,15 o trecho. Confira local de embarque e desembarque e horários pelo site da empresa.

Tenho uma outra dica pra deixar, na beira mar você encontra muitas barraquinha mas se quiser sair do mesmo e experimentar uma refeição “gourmet” sugiro o Armadillo Burgers & Grill (Rua Silvio Figueiredo de Magalhães, 48 – na mesma praça da parada do ônibus), a poucos metros da praia. O restaurante conta com um cardápio muito variado, você poderá experimentar desde o prato do dia à sanduíches diferenciados, sorvetes, café, e muito mais. Tenho que assumir que a proprietária é minha prima mas a indicação não é por esse motivo mas sim porque ela e o marido preparam tudo com muito carinho e perfeição.

Complexo Dragão do Mar

Mais um dia e agora vamos passear pelos principais pontos turísticos de Fortaleza.Pra começar um passeio na avenida mais charmosa da cidade, a Avenida Monsenhor Tabosa. Cheia de comércio, calçadas largas com pergolatos e banquinhos espalhados ao longo dela tudo muito limpo e charmoso, me encantei e dali vai se caminhando em direção ao Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Rua Dragão do Mar, 81 – Iracema).

 

Planetário do Complexo

O espaço cultural tem uma arquitetura moderna e vasta programação, e isso aumentou a movimentação e incentivou a restauração dos casarões da vizinhança. No Dragão encontra-se teatros, cinemas, galerias, um café charmoso e no planetário.

Com uma caminhadinha de mais uns 500 metros você pode visitar em seguida o Mercado Central de Fortaleza (Avenida Alberto Nepomuceno). O mercado reúne de tudo um pouco da cultura e estilo cearense. Outra atração na região é o Theatro José de Alencar (Rua Leberato Barroso, 525) o destaque é para a fachada art nouveau que combina com os coloridos vitrais. Há tours monitorados para a apresentação interior onde pode se conhecer também o jardim Projetado por Burle Marx.

Mordomia na rede da barraca de praia

Voltando às praias não podemos deixar de citar e visitar a mais procurada praia em Fortaleza, a Praia do Futuro. Apropriada para o banho e de grande extensão, onde fica o hotel Vila Galé e as melhores e mais estruturas barracas de praia que já vi no litoral brasileiro (não conheço todo ele mas boa variedade de sul a nordeste). Fiquei embasbacada com tamanha estrutura numa barraca de praia, visitei a CrocoBeach mas percebi que esse é o mesmo estilo das demais barracas nesta praia.

Lago com carpas, uma das decorações da barraca CrocoBeach

Grande com várias áreas de diferentes restaurantes, buffets, mesas na areia ou fora dela, duchas em locais de fácil acesso, banheiros limpos e amplos são só alguns dos atrativos desta barraca de praia. Logo na estrada passamos por uma lojinha de souvenirs, além de lembrancinhas ainda compramos uma “Havaianas” que esquecemos de levar. Antes de nos instalar num dos restaurantes queria fazer uma caminha na praia, então utilizei o sistema de locação de armário pra guardar minha bolsa e outros pertences.

 

Barraca CrocoBeach, duchas e restaurantes

Voltando da caminhada, uma ducha e depois foi só escolher um dos restaurantes e desfrutar uma cerveja gelada e uns aperitivos deliciosos.Para animar as crianças, shows com palhaço a beira da piscina (isso mesmo, tem uma piscina infantil e se paga uma taxa de 15 reais para usar durante todo o dia) e ao entardecer show de forró pra animar os adultos. Gostei e indico muito!

O meu feriado em Fortaleza e região acabou! Mas deixo ainda dicas de passeios pelos quais me interessei mas não tive tempo, foram muito bem recomendados e também são realizados pelas agências de turismo, não muito distantes, são: Águas Belas e Lagoinha.

Espero que possam aproveitar as dicas! Deixem seus comentários, sugestões e dúvidas.

Morro Branco – CE

Resumo de Viagem
Local: Fortaleza – CE
Principais Visitações: Praias do Futuro, Cumbuco, Morro Branco e Canoa Quebrada. Complexo Dragão do Mar, Theatro José de Alencar e Mercado Central.
Parceiro de Viagem: Viagem de casal
Fotografia: Taciana P Rocha
Ponto alto: Canoa Quebrada é o passeio imperdível da viagem, tanto pela vila como pelas águas mornas de sua praia.
Ponto baixo: A época é marcada por chuvas no nordeste então pegamos alguns momentos chuvosos, mas como regra, são passageiras.
Duração: 4 dias
Ano: 2014 (abril)
Facebook Comments

Deixe uma resposta