Mi querida Buenos Aires

Em Castelhano significa “Bons Ares”, e apesar de ser uma grande metrópole (segunda maior área metropolitana da América do Sul) a capital Argentina nos inspira num clima intimista.

Puente Griego em Parque Tres de Febrero – Palermo

Sobre Buenos Aires e te conto como aproveitar o essencial da cidade e os passeios que não podem faltar no seu roteiro.

Para um romance regado a sabores e tango, ou para relaxar nas belas praças, ou ainda curtir a noite com a turma, Buenos Aires tem uma diversidade de passeios que agrada a diferentes gostos. E o melhor, é logo ali… e pode-se aproveitar numa viagem curta ou desfrutar da cidade sem pressa com mais dias no seu roteiro.

Plaza de Mayo

Plaza de Mayo

No meu caso foi ma viagem curta no entanto, o suficiente para uma primeira viagem a Buenos Aires e para fazer o principal roteiro de turismo, o básico na capital argentina. Talvez, se eu pudesse estender, teria ficado um ou dois dia a mais. E aqui conto pra vocês qual o que planejei para estes poucos dias e o que acrescentaria se houvesse outros dias ou para a próxima visita aos nossos vizinhos argentinos.

Como foi a viagem…
Jpeg

Na Puente griego

Viajei com um pequeno grupo, o marido e mais quatro amigos, tivemos três noites na cidade e praticamente 3 dias inteiros se considerarmos os horários de chegada no primeiro dia e retorno no quarto, ou seja, foi uma curta viagem de quinta a domingo, um final de semana muito bem aproveitado.

40 - Plaza San Martin BA 05-06 (10)

Plaza San Martin

A primeira preocupação do nosso grupo foi buscar um hotel bem localizado que facilitasse ao máximo nossos roteiros gastando pouco com transporte. Li sobre as melhores regiões para se hospedar, mas não há um consenso, as opiniões variam de acordo com o foco da viagem. A decisão final foi um hotel de médio conforto localizado bem próximo da “plaza San Martin” (também merece uma visita), na esquina de trás há uma estação de metrô, a qual muito usamos.

Como ficou nosso roteiro…  Um diário de viagem

Tentei agrupar os pontos de visitação por áreas próximas, separando regiões e dias. Mas vou avisando, gosto muito de caminhar a pé (quem já leu outros artigos meus sabe bem disso).

Primeiro dia

Chegamos parte do grupo pelo Aeroparque Regional Jorge Newbery, localizado a apenas 6km do centro de Buenos Aires, e outro amigo, vindo de destino diferente, pelo Ezeiza, Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, a cerca de 35 quilômetros do centro.  Para este, apesar da distância, o táxi não foi tão caro pois meu amigo combinou com o taxista a ida e a volta, o taxista foi busca-lo no hotel no dia e horário combinado para o retorno. Já para o grupo que desembarcou no Aeroparque a corrida de táxi da ida ficou cara considerando a distância mas os taxistas dão um preço e pronto, tudo meio tabelado, sem ligar o taxímetro, que na volta foi ligado e o valor ficou bem justo. Usamos serviços de dois táxis por conta do número de pessoas e malas, o valor de cada na ida foi 120 pesos e a volta, acreditem, 40. A única vantagem foi o pagamento em reais na primeira corrida assim não precisamos cambiar no aeroporto (que tem taxas mais desfavoráveis), uma vez que não levamos pesos, deixamos todo o dinheiro para trocar lá, o mesmo que fizemos no Uruguai e foi vantajoso para nós em ambas viagens.

25 - Calle Florida BA 04-06 (3)

Início da Calle Florida

Após instalados no hotel, descemos a “Calle Florida“, famosa pelo comércio, o início do calçadão ficava a uma quadra do hotel, fomos caminhando e descemos boa parte dela com o intuito de trocar a moeda em uma das muitas casas de cambio por ali. DICA IMPORTANTE: sempre ouvimos dizer que é muito comum notas falsas, tanto pega-las em troco com taxistas como até mesmo deste pessoal que faz cambio na rua, mas uma amiga da viagem levou uma caneta que comprou na primeira viagem dela a BA e com a caneta riscamos as notas, aquelas eventualmente falsas são identificadas. Então, ao trocar a moeda sempre confira o valor e as notas na frente do guichê!

 

26 - Galeria Pacifico - Shop BA 04-06 (8)

Interior da “Galerias Pacifico”

Jpeg

Galerias Pacifico

Aproveitamos as inúmeras ofertas de passeios e shows e já fechamos nosso pacote para o show de tango para a noite seguinte, optamos pelo show do “Sabor a tango” que inclui jantar e bebidas durante a apresentação a qual conta com danças, tango e canto e até uma aula de tango antes do show. Ainda conseguimos cortesia de um almoço no mesmo local e entradas para uma danceteria bem conceituada no trip adivisor.

No passeio pela Calle Florida já pudemos conhecer o shopping mais famoso da capital  “Galerias Pacífico“. Não é ideal para compras mas vale a visita pela sua beleza e ambiente aconchegante no interior. E por falar em compras, aproveitamos um pouco as lojas “Falabela“, são bem famosas e parecem nossas grandes lojas de departamentos porém os departamentos são separados por lojas físicas, a exemplo entramos numa primeira somente de eletrônicos e numa segunda (Rua Florida, 343) com decorações para casa e a parte que realmente nos interessava, vinhos, doces e alfajores!

Por fim, fomos iniciar os trabalhos gastronômicos da viagem e escolhemos o restaurante “Al Carbón Steak House” (). Padrão mais alto, comida muito saborosa e sobremesas especiais, o atendimento muito bom e claro, o custo um pouco mais alto. Todos satisfeitos aproveitamos um pouco mais da noite bebendo num bar inusitado, bem próximo ao hotel, o “Resto Bar Porto Pirata“. E ali fechamos a noite!

Segundo dia

5 - Plaza Holanda - Palermo BA 03-06 (6)

Parque Tres de Febrero

5 - Plaza Holanda - Palermo BA 03-06 (25)Café da manhã reforçado porque hoje vamos andar. De metrô fomos da estação General San Martin (linha C azul) sentido constitcion até a estação Diagonal norte na qual trocamos para a linha D (verde) estação 9 de julio sentido Congresso de Tucuman mas desembarcamos na estação Palermo. E dali caminhando cerca de 900 metros até a “Plaza Holanda“. Esta praça é parte de um conjunto de que forma o “Parque Tres de Febrero” um lugar para perder a noção do tempo, caminhar, ver a paisagem, os belíssimos canteiros de flores e pergolados, enfim, um passeio agradável com boa conversa com os amigos, mitas pausas pras fotos.

Jpeg

El Rosedal

6 - Plaza Holanda Rosedal BA 03-06 (11)

El rosedal e ao fundo os pergolados

É neste espaço que encontramos o famoso “El Rosedal” ou “Paseo del Rosedal” espaço que possui uma coleção de mais de 18 mil rosas, rodeada por um lago “Lagos de Palermo”, anfiteatro, o “Pérgola del Lago” e o “El jardín de los Poetas“, que expõe bustos de escritores reconhecidos. O conjunto de jardins foi declarado Patrimônio Cultural da cidade e em seu centenário (em 2014) recebeu o prêmio internacional “Garden Excellence Award” (jardins de excelência). Um passeio encantador que recomendo muito.

9 - Planetario Galileo Galilei BA 03-06 (3)

Planetário

9 - Planetario Galileo Galilei BA 03-06 (1)

Dali atravessamos a ponte “Puente Griego” e seguimos para o “Planetario Galileu Galilei” que fica em outra bela praça logo a frente. O Planetário tem entrada paga, no dia estava recebendo visitas escolares e decidimos não entrar, apenas apreciamos a praça.

 

jardim japones

Jardim Japonês. Imagem de Mara Rodrigues

Caminhando em direção aos “Bosques de Palermo” tem-se uma vista da larga Avenida Sarmiento e ao centro dela a estátua de Justo José de Urquizia figura reconhecida pelos Argentinos, foi Coronel e político e teve grande destaque na história do país. E dos bosques seguimos até o “Jardim Japonês“, esta também é uma atração paga mas o valor é simbólico, um lugar relaxante que tornou-se um centro cultural e abriga inclusive restaurante da cozinha japonesa. As imagens que seguem são da Estátua na Avenida Sarmiento e dos bosques de Palermo.

8 - Justo Jose de Urquiza na Av. Pres Figueroa BA 03-0611 - Bosques de Palermo BA 03-06 (3)

 

Ainda em Palermo há outras opções de passeios em parques e jardins que optamos por não fazer pelo nosso curto tempo em BA. Seguindo a Avenida Sarmiento ou descendo na Estação Plaza Italia tem se acesso ao “Jardín Botánico“, belo espaço verde para relaxar e apreciar as mais de 6 mil espécies vegetais. E ainda o “Ecopark“, local onde antes era o Zoológico “Zoo de Buenos Aires” (não o de Luján – o qual tira fotos com animais),  transformado em local interativo sobre educação ambiental.

12 - MALBA - Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires 03-06 (1)Meu grupo optou por seguir caminhando de Palermo até a Recoleta para apreciarmos as ruas destas duas regiões que se destacam.  Seguimos pela Avenida Presidente Figueroa Alcorta passando pelo “MALBA” – “Museu de Arte Latino Americana de Buenos Aires”.

A Recoleta é considerado o bairro mais elegante da cidade, não é a toa que atrai tantos turistas, pois já chegamos abismados com a “Floralis Genérica“. De seus 20 metros de altura, a imponente flor metálica domina a “Plaza Naciones Unidas” ao longo do dia ela vai se abrindo vagarosamente. Logo ali ao lado da praça está a Faculdade de Direito uma das mais reconhecidas do país, merece a atenção, um olhar para a arquitetura diferenciada. Dali atravessamos para a “Plaza Francia” pequena mas com seus encantos, ali encontramos alguns artesãos, não sei se é recorrente. Mas li num site do governo argentino que a praça próxima tem feiras de artesanato nos fins de semana, a “Plaza Intendente Alvear“.

14 - Floralis Generica Recoleta BA 03-06 (1)

Floralis Genérica – Plaza Naciones Unidas

17 - Deck da praca de alimentacao Hard Rock Cafe BA 03-06 (1)Chegamos ao complexo onde fica o “Hard Rock Cafe“, na parte externa há diversos restaurantes e cafés e um lindo local para apreciar uma refeição ou lanche, com tendas, espaços floridos e mesas. A parte de baixo é um shopping – “Buenos Aires Design”.  Bom, conhecemos o restaurante e loja do Hard Rock porém optamos por almoçar em outro local pois o custo benefício deste não é bom. Escolhemos o “Tucson Rest Bar“, bom almoço acompanhado de taças de vinho.  Daqui seguimos para o Cemitério da Recoleta.

18 - Ruas da Recoleta BA 03-06 (12)

Outono presente nas árvores ao caminho do cemitério

Para chegar ao “Cementerio de la Recoleta” passamos em frente ao “Centro cultural da Recoleta” mas não entramos, este centro oferece exposições e é um local onde ocorre eventos, principalmente ligados a música. Ao lado está a “Basílica Nuestra Señora del Pilar“, monumento histórico Nacional que foi projetada com a arquitetura Jesuíta e inaugurada em 1732.  E em seguida já está a entrada do cemitério, veja que tudo muito próximo, você pode planejar um bom passeio somente nesta região se quiser passar mais tempo explorando este bairro. Deixamos um pouco pra trás, não visitamos, o “Museo Nacional de Bellas Artes“, um dos mais importantes da América Latina que fica ali entre a praça Francia e a praça Evita, na Avenida del Libertador, muito se tem a fazer nesta região.

19 - Cemiterio de la Recoleta BA 03-06 (2)

Cemitério da Recoleta

O Cemitério da Recoleta chama a atenção por seus imponentes mausoléus e muitos destes pertencentes as principais famílias da história argentina, como é o caso da tumba de Eva Perón – a Evita – umas das mais visitadas. Logo no saguão de entrada há um mapa de localizações das tumbas com as coordenadas, então apesar de lá dentro parecer confuso é possível achar aqueles determinados.

Tracei no mapa como foi esta rota de caminhada, para vocês poderem também se programar e se tiver mais tempo em BA ou menos disposição para caminhar,  divida a visita aos dois bairros, Palermo e Recoleta, em dois dias.

mapa_BA

Não pensem que paramos por aqui, não nós ainda caminhamos até o “Al Ateneo Grand Splendid” (pode-se observar no mapa também em destaque a baixo do ponto final da caminhada, não consegui acrescenta-lo na simulação da caminhada). O Al Ateneo é uma rede de livraria mas está loja em especial, é magnífica por dentro, parece um teatro porém era usada no passado como estação de rádio (Radio Splendid – de 1923)) e após um período inutilizado, o espaço corria o risco de ser demolido até que a livraria adquiriu e deu nova vida ao local.

21 - El Ateneo Grand Splendid Livraria BA 03-007

El Ateneo Grand Splendid

show_sabor_a_tango_buenos_aires

Foto divulgação do site Sabor a Tango

Agora sim paramos nossa caminhada para nos preparar para a vida noturna. Como falei anteriormente compramos um jantar show de tango. Escolhemos o “Sabor a Tango” e ficamos muito satisfeitos. Dispensamos a aula de tango que aconteceria antes do jantar então a van nos buscou no hotel uma hora mais tarde do que, provavelmente, os demais convidados da noite (translado para o local do show incluso). O espaço amplo com mesas bem dispostas e todas com boa visão do palco onde foi as apresentações. O jantar bem servido, completo, com entrada, prato principal e sobremesa sempre com pelo menos duas possibilidades de escolha. Serviram bebidas o tempo todo, inclusive durante o show. Para quem quiser saber mais detalhes, ver valores e reservas, consulte o site Sabor a Tango.

restaurante_shout-brasas-drinks_retiro_shout_brasas___drink__4_

Shout Brasas & drinks

Para finalizarmos a noite, complementamos com mais um garrafa de vinho num bar próximo ao hotel, lugar super agradável “Shout Brasas & Drinks“.

Aproveitamos somente as bebidas mas o cardápio me pareceu muito interessante, mas somente abre a noite.

Terceiro dia

31 - Catedral Plaza de Mayo BA 04-06 (15)

Plaza de Mayo e Catedral Metropolitana

27 - Obelisco Av 9 Julio BA 04-06 (6)

Obelisco

Como a noite anterior foi longa, começamos o terceiro dia um pouco mais tarde…  Após um passeio para últimas compras na Calle Florida e almoço seguimos para a Avenida 9 de Julio na “Plaza de La República” onde se avista o obelisco, não pode faltar aquela foto num dos maiores emblemas da cidade, praticamente de qualquer ponto da Avenida vê-se o monumento de 67 metros de altura, mas o interessante é estar logo abaixo dele onde há arbustos formando as letras iniciais da cidade BA.

28 - Teatro Colon BA 04-06 (8)

Treatro Colón

Dali caminhando, pois é super perto fomos para o “Teatro Colón“, a visitação é paga. O Teatro conta com um café, na parte interna aberta ao público, bem agradável. Saindo do Teatro os arredores chamam a atenção pela arquitetura diferenciada, não são locais para visitar mas merecem ser observados, que é a exemplo, a Corte Suprema de Justiça, a “Escuela Presidente Roca” e  a praça “Tribunales”.

31 - Catedral Plaza de Mayo BA 04-06 (1)

Fachada Catedral Metropolitana

É possível ir caminhando pela Avenida Pres. Roque Saenz  Peña até a “Plaza de Mayo“, nossa próxima parada, porém nos optamos em ir de metrô pois estava um dia bem frio e chuvoso.  Na Plaza de Mayo a primeira visita foi à “Catedral Metropolitana” belíssima, onde por mais de 20 anos o Papa Francisco celebrou missas.

31 - Catedral Plaza de Mayo BA 04-06 (6)

Interior da Catedral Metropolitana

32 - Plaza de Mayo - Casa Rosada e arredores BA 04-06 (5)

Casa Rosada

Então, a próxima parada é a “Casa de Gobierno” mais conhecida como casa Rosada, sede do governo nacional. Existe visitas internas guiadas e gratuitas nos finais de semana que devem ser marcadas com antecedência pois são limitadas.

A praça de “Mayo” também é conhecida como praça das mães por uma questão histórica, mães se reuniam para protestar contra o desaparecimento de seus filhos sequestrados durante o período militar e em 1977 houve uma ataque a estas mulheres deixando muitas vítimas.  Ao arredor desta praça há muitos prédios históricos e do governo, para quem quiser estender as visitações ainda há o “El Cabido” que era sede da administração Colonial e tornou-se o Museu histórico Nacional de Cabido. Também está ali o “Museo del Bicentenario“.

Jpeg

Pausa pro café no Havanna

Uma parada para o café pois numa cidade onde a cada esquina tem um café mais charmoso que o outro é impossível resistir. O mais famoso café entre os turistas é o “Café Tortoni” por ser um dos mais antigos da cidade e por ter sido local frequentado por Carlos Gardel, mas quando se vê a fila de turistas aguardando pra entrar num ambiente lotado que não fica nada aconchegante o que fazer? Ir para outro local! foi o que fizemos ao chegar no Café voltamos em direção à Praça seguindo pela Avenida de Mayo e entramos num a das muitas cafeterias  “Havanna“, claro. E saibam que não houve arrependimento, tudo muito bem servido e saboroso.

Para fecharmos, a noite foi no “Porto Madero“. O lugar une gastronomia e cultura, tem museus e muitos monumentos, a marcante “Puente de la Mujer” e o “Paseo de la Gloria” são alguns chamativos. Mas um bom restaurante acompanhado de bons amigos deixa o lugar ainda melhor.  E então escolhemos um lugar mais badalado pra passar a noite, foi o “Johnny B Good“, boa música, boa refeição e bons momentos fazendo jus ao slogan do restaurante bar.

porto madero

Porto Madero com destaque para o “Puente de la Mujer”. Imagem registrada pela fotógrafa, colega e viajante Mara Rodrigues

Quarto dia

37 - Feira de San Telmo BA 05-06 (19)

Mafalda e sua turma no caminho da feira de San Telmo

37 - Feira de San Telmo BA 05-06 (8)

Inicio da feira de San Telmo

As malas ficaram prontas no hotel todavia temos tempo para passear, ainda mais num domingo que é dia da feira de “San Telmo“. De metrô na linha c azul fomos sentido Cunstitucion e descemos na estação SanJuan. Dali a pé pela avenida de mesmo nome, cinco quadras caminhando e chegamos a praça que é onde começa a feira. Eu pensei a princípio que era somente ali mas não, a feira se estende por toda a Rua Defensa chegando até a praça de Mayo. No início mais voltada para antiquidades e depois vem artesanatos, um enquanto e no meio desta caminhada se encontra ums dos monumentos da “Mafalda“. Além da feira em San Telmo tem algumas galerias com lojas como a “Pasaje San Lorenzo“, é um dos bairros mais antigos e tradicionais da cidade, e também um bairro histórico.

caminitoPra finalizar, o “Caminito” o passeio emblemático de BA com suas cores é um verdadeiro museu ao céu aberto num caminho sinuoso. Mais aconselhável ir de táxi. Localizado no bairro de “La Boca” onde está o estádio do time Boca Juniors, outra visita para a lista dos amantes do futebol (mas não era meu caso). No “Caminito” todos os dias tem feira de artistas plásticos.

E assim finalizamos nossos dias na Capital Argentina. Um passeio agradável em que foi possível fazer o trivial do turismo. E como eu comentei no início talvez acrescentasse mais um dia a minha viagem (ou marco na próxima) para fazer o passeio do Rio Tigre, de barco pelo canal e parar para conhecer este local mais ao norte de BA. E ainda gostaria de separa um tempo para visitar a “Tierra Santa” que é um parque temático religioso, como uma maquete gigante da cidade de Jerusalém. Nele pode-se recorrer e passar por lugares que retratam as principais passagens da vida de Jesus.

subte_BADica: Metrô, aqui chamado de Subte, é um ótimo meio de transporte em BA, barato e fácil de usar. É necessário comprar um cartão, compramos um único para uso coletivo em uma banca de jornal ao lado da estação. Nos guichês de dentro das estações somente é possível verificar saldo e recarregar o cartão mas não compra-lo. Os valores por viagem variam, ficam mais baratos de acordo com o número de viagens, consulte informações no site.  As estações tem mapas de fácil entendimento para você localizar seu destino final e possíveis estações para baldear, se julgar necessário, imprima um mapa antes da sua viagem. A figura com um pouco das linhas do Subte (metrô) para deixar uma noção do quão abrangente e útil este transporte pode ser para a nossa viagem.

Espero que aproveitem, assim como eu, esta viagem a Argentina!

Veja também sobre outros vizinhos, os Uruguaios: Uruguai, nossos vizinhos surpreendem

Resumo de Viagem
Local: Buenos Aires – Argentina
Principais Visitações: Parques, museus, locais históricos, restaurantes
Parceiro de Viagem: Viagem com amigos
Fotografia: Taciana P Rocha e Mara Rodrigues
Ponto alto: Gostei de tudo mesmo, mas me encanta os bosques e parques como o “Parque Tres de Febrero”
Ponto baixo: Tirando a garoa gelada de um dia de passeio não tenho algo para dizer que não vale a pena fazer.
Duração: 4 dias
Ano: 2016 (junho)
Facebook Comments

Deixe uma resposta