Orlando – Guia prático e dicas de sobrevivência

Um sonho de criança, de adolescente e de adulta… Assim se passaram anos e um desejo, quero ir pra Disney! O sonho se realizou em 2012 pela primeira vez, depois no ano seguinte e novamente no outro… Opa, vamos de novo… O lugar mais feliz do mundo – um apelido justo para a cidade que abriga os parques temáticos mais cobiçados por brasileirinhos e também (por que não?) pelos já crescidos brasileiros – Virou um passeio obrigatório (com muito prazer), e a cada ano descubro uma novidade e por isso que decidi escrever alguns (sim,alguns) post pra vocês, caros colegas leitores.

Apesar de sempre pensar no por quê de escrever sobre Orlando se há tantos sites e blogs sobre o assunto decidi fazê-lo pois quero deixar dicas que muitas vezes percebo que não é comum encontrar por aí. E decidi fazer vários posts pois o assunto é vasto e posso aprofundar e focar em cada parte tentando ajudar os leitores no ponto que mais lhe interessa.
 
Vamos ao que interessa. Partiu Orlando!

A cidade de Orlando

Nesse primeiro momento quero auxiliar os “marinheiros de primeira viagem” explicando um pouco do que parece óbvio mas é a dúvida de muitos (era a minha quando comecei a pesquisar e montar meu primeiro roteiro), como é Orlando e quantos e quais os principais parques para visitar; onde ficar; onde comprar ingressos.

Orlando era uma cidade quase esquecida no extremo sudoeste dos Estados Unidos até que, em 1965, Walt Disney comprou um pântano (com 125km² e mudou o destino da região. Em 1971 nasceu a Disney World, uma versão ampliada da Disneylândia, fundada em 1955 na Califórnia.

Bom, depois nós já sabemos como continuou essa história. O lugar ganhou o apelido de “lugar mais feliz do mundo” (e realmente não tem como adentrar um parque sem um sorriso no rosto). São milhões de turistas por ano, o lugar mais visitado do planeta, o que impulsionou o crescimento da região, uma grande expansão imobiliária e o interesse de outros investidores. Com o passar do tempo inúmeros parques temáticos foram surgindo. Então esqueça a ideia de que em Orlando só existe a Disney!

Um dos grupos de maior destaque atualmente é a SeaWorld Parks & Entertainment com parques dedicados a vida aquática e parque conhecido por ter o maior número de montanhas russa e as as melhores, o Busch Gardens, que fica em Tampa (a 1 hora e meia de Orlando); e outro é a Universal Orlando, que em 1990 ganhou seu primeiro parque e com o sucesso abriu o segundo em 1999. Hoje abriga as atrações mais tecnológicas já desenvolvidas como Homem-Aranha, Transformers, Os Simpsons e claro a mais cobiçada entre os fãs de Harry Potter, a atração inaugurada em 2010 e ampliada este ano de 2014 que é uma área exclusiva dedicada ao nosso querido bruxinho – The Wizarding World of Harry Potter.

Okay! Você já sabe que são muitos parques, mas quantos? Quantos dias deveria ficar pra visitar tudo? Vou continuar este assunto logo mais, no item “Os Parques“. Segura a expectativa porque antes vou concluir um pouco mais sobre a cidade de Orlando.

SeaWorld

É fácil se encontrar em Orlando, mas não se esqueça do GPS. Há uma rodovia longa e largar chamada Interstate 4 (nas placas você vera muito I-4) essa é a que dá acesso aos principais parques, daqueles grupos citados anteriormente. E fora dos parques a agitação fica por conta da International Drive (ID) e as ruas que cortam esse “centro para turistas” de Orlando. É nos arredores da ID que você irá se hospedar, caso não fique num resort do grupo Disney ou Universal. Ali nesses arredores estão muitos hotéis, restaurantes, shoppings, museus e lojas por todos os lados. Diversão não vai faltar!

Mas nem tudo se resume a Orlando, algumas vezes você vai dar uma escapadinha pra fora da cidade, um bate e volta que não dá nem pra notar… Porque há alguns parques interessantes e que valem uma visita, que fica em cidades vizinhas. A exemplo, a própria Disney World fica em Kisseme, já falei do Busch Gardens que fica em Tampa, a Legoland também é logo ali e ainda podemos citar Cabo Canaveral, onde há uma base da Nasa com um parque para visitação, o Kennedy Space Center.

Alugando um carro 

Pra começar, se você não escolheu em ficar em um dos resorts Disney alugue um carro com GPS. Independente se sua chegada será em Miami, Fourt Lauderdale ou mesmo Orlando (as cidades mais comuns entre os brasileiros para acesso a Orlando). Na cidade um carro é muito útil pra ir as compras e aos parques apesar de alguns hotéis oferecem translado (que tem restrições de horários); de modo geral os parques são próximos à região mais comum de hospedagem em Orlando e o gasto com combustível não será nenhum absurdo porém, haverá gastos com os estacionamentos dos parques. Os valores são preços únicos para o dia, independente de tempo de permanência e variam em torno de 16 dólares.

Lembrando que pra alugar carros é necessário ser maior de 21 anos, você precisa estar com seu passaporte e a carteira de habilitação brasileira válida. Não é necessário outro documento mas se você quiser pode pedir ao Detran do seu estado a carteira de habilitação internacional, que tem uma taxa salgadinha, e nada mais é que um livrinho explicativo em várias línguas, incluindo o inglês, sobre a sua carteira de motorista, a validade e a categoria etc. Na minha primeira vez nos EUA eu solicitei aqui no Brasil e levei para evitar maiores transtornos, bobagem, gastei dinheiro porque não foi usada e ela vence junto com a validade da sua CNH, a minha venceu logo e não solicitei mais, já aluguei carros muitas outras vezes somente com a carteira de habilitação brasileira.

Você pode fazer a pré reserva de seu carro pelos sites das operadoras aqui no Brasil ou chegar em um dos guichês diretamente no aeroporto de seu desembarque, já passei pelas duas situações sem maiores transtornos. A vantagem de fazer a pré reserva é que já paguei parte da locação em reais. Com está reserva você paga as diárias e o seguro, escolha o básico, e ainda pode incluir condutor adicional e tanque cheio para devolver vazio. Você não inclui e pode incluir na retirada do carro pagando depois, o GPS e o aparelho “sem parar” nos pedágios, não exclua esses pois são importantes. Há muitos pedágios entre o trecho Miami e Orlando, caso você desembarque em Miami, e mesmo para acesso aos parques em Orlando algumas vezes você passará por pedágios e evite o transtorno de parar e contar moedas, pois acredite, os primeiros contatos com as moedinhas americanas é confuso e há algumas cabines de pedagio que aceitam apenas as moedas trocadinhas, não te voltam troco. Há também algumas saídas de estradas que possuem pedágios sem nenhuma cabine, onde somente pode transitar veículos com o “sem parar” caso contrário ou paga multa ou tem que optar por outra saída.

Independente se você está viajando em casal ou grupo pegue um carro grande, com porta malas, você vai precisar deles… se o grupo for grande escolha as minivans e selecione no máximo 5 pessoas por carro (mesmo sendo para 7 passageiros) porque ao contrário você não vai ter como levar as malas. Novamente, acredite em mim, sempre exageramos nas malas (na verdade, nas compras) quando se trata de Orlando e Miami.

As locadoras principais são Rent a Car (dollar.com); Hertz (hertz.com); Avis (avis.com); Alamo alamo.com) e Thrifty (thrifty.com). Já loquei com as duas últimas inclusive você pode entrar no site com domínio “.com.br” da thrifty e fazer a operação em reais. O mesmo para Alamo, que é parceira da unidas (unidas.com.br)

Hospedagem

Para quem fica hospedado nos resorts Disney a vantagem está nas horas extras de acesso ao parque, pode se entrar algumas horas antes do restante do público o que garante um pouco menos de filas de modo geral nestas primeiras horas do dia, sem contar que tem uma antecedência maior para marcar seus “Fastpass” comparado aos demais visitantes (mais detalhes dos fastpass no artigo Disney World – Onde sonhos tornam-se realidade!).

Fofuras em Disney Resorts

E em um dos hotéis Disney você terá vários meios de translados gratuitos do hotel aos parques Disney, dependendo do resort escolhido você poderá ir de barco, ônibus e/ou monorail. Se optar em ir de carro, o estacionamento é gratuito. Hospedar-se no complexo Disney é uma magia a parte, por todos os lados você vê “Mickeys” (o tempo todo). Em algumas épocas do ano a economia pode ser ainda maior pois há promoções de planos de refeições.

Disney All Star

Mas a questão é, a economia de ficar num hotel fora da Disney World compensará os demais pontos negativos? Bom, eu acredito que deve ser considerado alguns pontos: época da ano (há promoções nos hotéis Disney?); Quantidade de pessoas no seu grupo de viagem (vai dividir quartos?); Parques a serem visitados (se optar por não ir a todos os parques da Disney talvez a economia seja pequena pois estes hotéis são mais distantes dos demais parques), entre outros. Grupos grandes podem optar por aluguel de casas e também há hotéis ao redor da International Drive  (uma das principais e mais utilizada via para os turistas) que são realmente uma bagatela para quem procura apenas um quarto confortável para dormir sem muitas atrações no hotel.

Aqui já ressaltei um ponto importante, procurando hotéis desvinculados de um grupo de parque opte pela região próxima a International Drive ou Universal boulevard que facilitará seu acesso aos parques e as grandes redes de lojas. Você sempre terá também uma grande opção de lanchonetes e restaurantes por perto.

Westgate Resort – Apartamento completo para família

Alguns desses hotéis econômicos não oferecem café da manhã, isso não é problema, aliás penso que é até vantagem, explicarei por quê: Em Orlando seu tempo é precioso demais (acredite, você vai querer usufruir de cada minuto que aguentar ficar em pé – risos). A grande maioria dos hotéis em Orlando (pelo que já pude conhecer acho que é no país de modo geral) disponibilizam nos quartos alguns aparelhos que vão facilitar sua estada, frigobar, microondas e cafeteira elétrica (já com os sachês de pó de café) estes ficam a sua disposição no quarto e nos andares você também encontrará máquinas de gelo, água e refrigerante e snacks. Provavelmente também terá uma loja de conveniência no lobby do hotel com lanchinhos e tal. Aonde quer que você esteja em Orlando vai ser fácil encontrar uma loja da rede de farmácia Wallgreens ou CVS e não estou dizendo isso pra você comprar “medicamentos” não, é porque lá nos EUA é comum estas lojas se parecerem com mercados, elas vendem de tudo um pouco, amenidades para higiene, maquiagens, lanches congelados, frutas, água etc. etc…. Por que estou passando todas estas informações?

O maior McDonalds do mundo

Porque facilitará seu dia se você tomar um café da manhã no seu quarto de hotel, faça uma comprinha numa farmácia com lanchinhos, sucos, leite, cereais, o que te interessar e deixe no seu quarto de hotel, prepare seu próprio café da manhã (reforçado pra aguentar o pique dos parques) economize tempo e vá se divertir seja num parque seja nas compras. Bom, se ainda você não quiser fazer essa opção do café da manhã no quarto e seu hotel não oferecer o “breakfast” certamente você encontrará próximo ao hotel ou no caminho pra seu destino uma loja pro café da manhã, as mais comuns são McDonalds e Dunkin’ Donuts.

 

Café pra viagem no Dunkin Donuts

Café da manhã na padaria brasileira

Olha a dica de ouro: se seu hotel não oferece café da manhã e você como um bom brasileiro não abre mão do seu pão francês e cafezinho tenho um segredinho pra contar, não vá nestas redes americanas, vá a uma padaria BRASILEIRA, não é comum mas em Orlando há uma onde você será recebido com um “Bom dia” em português – é a Pão Gostoso Bakery, anota o endereço: 5472 International Dr, Orlando, FL 32819, Estados Unidos. Particularmente, eu me apaixonei. Tudo que não é comum encontrar na terra do Tio Sam no café da manhã ou no lanche da tarde e nós brasileiros gostamos muito, você encontra lá, incluindo um pão de queijo, que a mineira que vos escreve, aprovou!

Os parques

A parte mais interessante! São muitos, acho eu poderíamos passar um mês em Orlando e visitando um parque por dia sem repeti-los (não exagerei), segundo o Orlando Conventions Bureau seria necessário 67 dias com oito horas cada para você conhecer todas as atrações de Orlando, incluindo shoppings. Entendeu porque disse que o tempo lá é precioso, claro que nós turistas não vamos pensar em conhecer tudo numa única viagem mas pelo menos as principais e mais interessantes atrações.

Magic Kingdom

O Grupo Disney World é composto de 6 parques sendo dois aquáticos. A Disney fica na verdade em kisseme e não em Orlando mas o trajeto é tão simples e rápido que não se percebe saindo de uma cidade e entrando em outra mas se percebe claramente o momento de entrar numa grande área da Disney World, com direito a portal! Para aqueles que ainda não conhecem o parque principal, o primeiro do complexo da Disney, aquele em que a gente vê ao fundo o famoso castelo da Cinderela, é o Magic Kingdom, e ainda temos Epcot, Hollywood studios e Animal Kingdom; e os aquáticos Blizzard Beach o Typhoon Lagoon.

 

Loja Disney no Downtown Disney

Além dos parque você terá acesso a uma área chamada Downtown Disney que é um grande centro de entretenimento onde há restaurantes temáticos como o Planeta Hollywood e Rainforest, lojas de todos os tipos, cinemas e muita diversão. Esta área não é paga e o estacionamento também é livre, você pode ir a qualquer hora do dia ou da noite até as 2 da manhã, é aqui também que acontece o espetáculo do Cirque del Solei. Mas lembre-se de se programar para visitar quando estiver por perto em um dos parques Disney (na minha opinião, em especial ao sair do Epcot ou Animal Kingdom) pois você já aproveita o trajeto. Vou dar mais detalhes destes parques e do Mundo Disney no post “Disney World – Onde sonhos tornam-se realidade!”

SeaWorld – Show das baleias

O grupo SeaWorld Parks & Entertainment conta com outros 4 parques, SeaWorld, Busch Gardens (que não fica em Orlando mas sim em Tampa, um pouco mais distante mas que vale a viagem), Discovery Cove e Aquatica (esses dois são parques aquáticos incluindo experiências com a vida marinha).

A Universal Orlando Resort possui dois parques interligados, Islands of Adventure e Universal Studios, e o aquático Wet’n Wild. Estes dois grupos SeaWorld e Universal recentemente se uniram em parceria para concorrer com a Disney e fazem ofertas de pacotes de ingressos para visitas a alguns ou todos os seus parque o que vale muito a pena na economia final sem contar que eles competem de igual (para algumas idades até mesmo em superioridade) em termos de diversão. Então não pense em descartar uma visitinha a eles, mesmo que não seja todos mas pelo menos alguns principais.

A Universal também tem sua área de entretenimento chamada CityWalk, é aqui que você vai encontrar restaurantes famosos como o Hard Rock Cafe e Bubba Gump, o espetáculo do Blue Man Group e muitas outras coisas legais, é comum ter algumas baladinhas ao ar livre com DJ’s ao cair da noite. O acesso aqui é livre porém se você for de carro é necessário pagar o estacionamento o mesmo que será usado para acesso aos parques da Universal, então a dica é salve um tempo para aproveitar o CityWalk antes ou depois de ir aos parques pois assim economiza o valor do estacionamento. Também darei mais detalhes nos posts: Universal Parks; SeaWorld Parks.

Restaurante “Hard Rock Cafe” no CityWalk da Universal

Kennedy Space

E por fim você encontra muitos outros parques independentes que também já conquistaram seu espaço, os principais e mais conhecidos são a Legoland e Kennedy Space Center. Estes ficam um pouco mais afastados de Orlado sendo o Legoland em Winter Haven, a 45 minutos de Orlando e o Kennedy Space em Cabo Canaveral a 50 minutos de Orlando. Ainda há outras atrações como o Wonderworks, uma casa de cabeça para baixo no centro de Orlando e que dentro abriga um parque de diversões e Ifly Orlando, uma experiência que simula saltar de para quedas. Mais detalhes virá em breve num novo artigo. Aguarde!

Ingressos

Existem várias opções para as compras de ingressos, pela internet nos sites dos próprios parques com a opção de recebe-los no Brasil com exceção dos ingressos da Universal que você terá um voucher para retirar os ingressos numa bilheteria específica na entrada do parque. Você também pode comprar no Brasil através de agências credenciadas ou ainda direto nas bilheterias dos parques na sua chegada.

O que é necessário observar e ser cauteloso na compra dos ingressos é a respeito da época do ano você fará sua viagem, se for alta temporada evite as filas, não deixe pra comprar seu ingresso lá e também evite comprar nas agências aqui no Brasil que lhe entregam apenas o voucher pois desta forma você terá que enfrentar fila de qualquer maneira. Você também encontrará guichês de vendas de ingressos em shoppings e outlets em Orlando (Florida Mall e Outlet Premium) e em alguns hotéis.

Eu já utilizei métodos diferentes de compra de ingresso, já comprei no Brasil e já deixei pra comprar na bilheteria, mas, aqui vai duas dicas: A agência da RCA (que tem loja física em algumas capitais brasileiras) vendem os ingressos e pacotes e te entregam diretamente os ingressos, sem necessidade de trocas nas bilheterias por lá. E se você for comprar lá em Orlando pode optar por balcões de venda nos hotéis, alguns deles oferecem até bons descontos.

Chegando para embarque no monorail já com ingresso na mão

Planeje-se antes para escolher os parques que você quer visitar e compre os ingressos de uma única vez pois optando por pacotes você terá uma economia maior no valor final. A regra é quem fica mais paga menos. Quanto mais dias você quiser visitar e quanto mais parque maior melhor será o desconto. Por exemplo, nos parques Disney se você compra um ingresso para um dia (visitando um parque – Single Day Ticket) você pagará na tabela de 2014 U$99,00. Se você optar por 4 dias (que poderá ser os quatro parques Disney) você pagará U$294,00, ou seja U$73,50 cada ingresso (valores sem taxa). Os valores para um único parque Disney varia de acordo com a época do ano (baixa, média e alta temporada) e de acordo com o parque, sendo o Magic Kingdom mais caro que os demais então as opções de qual parque e data de visita deve ser escolhida no momento da compra. A diferença de valores para época do ano não se aplica para compra dos combos.

Mais uma dica importante, parques Disney ao comprar qualquer número de dias você tem a opção de comprar o modo  “Base ticket only” que lhe confere o direito de visitar apenas um parque da sua escolha por dia, (mas o ingresso lhe dá direito de nos demais dias visitar qualquer um dos outros parque Disney dentre os 4 principais, aqui não se inclui os aquáticos), e a opção “Park Hopper Option” lhe confere o direito de visitar mais de um parque ao dia, ou seja sair de um e ir para outro. Na minha opinião é um gasto desnecessário pois é muito difícil você ter tempo de sair de um parque e ir para outro e conhecer bem os dois (são 60 dólares a mais nesta opção), somente cogite esta ideia se você tiver realmente pouquíssimos dias pra ficar em Orlando.

A Universal tem o mesmo esquema porém com nome diferente, “Single Park Admission” – um parque dos dois parque por dia e o “Park to Park Admission” – no qual você tem acesso aos dois parques num único dia, pode ir de um para o outro a qualquer momento. Ao contrário da Disney, que você tem que pegar o carro e se locomover para outro parque, os da Universal estão um ao lado do outro, daí vale a pena você comprar o “Park to Park” na realidade você DEVERÁ comprar este tipo de ingresso se quiser participar da nova atração de Harry Potter inaugurada este ano, você poderá ir a estação King’s Cross (no Universal Studios) e pegar o trem que te deixará em Hogsmeade (Island of Adventure).  Veja os valores dos ingressos e as opções nos sites:

Compras 

As opções são inúmeras mas vou listar outlets, lojas e shoppings queridinhos dos brasileiros e claro, os que acredito valerem uma visita e boa compra!

Aproveite os shoppings principalmente durante a semana pois fecham mais tarde nestes dias. Cadastre-se no site VisitOrlando e imprima cupons de descontos e saiba mais detalhes dos shoppings:

Loja “M&M’s World” no Florida Mall

Florida Mall: Este é um típico shopping norte-americano. O shopping é todo fechado e bem grande. Vale a pena conhecê-lo, pois mesmo não sendo outlet tem excelentes preços. Por perto, na direção da porta de saída pela loja Penny’s  você encontrará uma gigantesca loja da Toys ‘R’ Us e da Best Buy.
Algumas lojas legais que você encontrará por lá: American Eagle, Apple Store, M&M’s World, Disney Store, MAC, Sephora, Victoria’s Secret, GAP, Guess, Game Stop, H&M, Zara, Abercrombie & Fitch, Adidas Originals, Aeropostale, Bath & Body Works, Sunglass Hut e muito mais!

Mall at Millenia: É o shopping mais chique de Orlando.  Tem lojas de luxo, mas também tem lojas baratas. É um shopping muito bonito. Vale a pena conhecê-lo tanto pelo passeio, quanto pelas compras. As lojas mais conhecidas são: Macy’s, Bloomingdale’s, Neiman Marcus, Sony Store.

 

Orlando Premium Outlets esta rede de outlets possui duas grandes áreas em Orlando, o outlet Premium da International Drive e o da Vineland Ave. A grande maioria das lojas são as mesmas mas acredito que o da Vineland é maior ainda mais depois da expansão que colocou uma enorme Forever 21 para a felicidade da mulherada. Neste outlet são mais de 160 lojas e você também pode se cadastrar no site Outlet Premium, consultar o mapa de lojas e imprimir cupons de descontos. Ah, neste outlet da Vineland tem uma loja da Nike que encanta qualquer brasileiro, aliás é o que você mais vai encontrar por lá. Endereço: 8200 Vineland Avenue – Orlando, FL 32821

Walmart (Supercenter): Não estou indicando o lugar pra você fazer as compras do mês mas sim uma loja recheada de coisas interessantes e preços bons. No Walmart você encontrará eletrônicos, roupas utensílios domésticos, maquiagens e cosméticos, e claro alimentos. Endereço: 8101 South John Young Parkway, Orlando, FL 32819
Horário de funcionamento: Segunda a domingo das 08:00 horas às 22:00 horas

 

Best Buy: certamente o melhor lugar pra você fazer as compras de eletrônicos, há várias lojas espalhadas por Orlando, uma inclusive próxima ao Florida Mall mas se quiser encontrar outros endereços é só consultar no site da Best Buy. Para aqueles que gostam da comodidade de fazer suas compras pela internet vale ressaltar que as compras realizadas pelo site da loja tanto podem ser entregues no seu hotel como você pode optar por retirar na loja mais próxima. Fique atento ao prazo da disponibilidade do produto para a retirada.

 

WallGreens e CVS: Como já citei anteriormente, provavelmente você passará por muitas destas lojas, é quase como querer encontrar uma Starbucks em Nova York, é só virar a esquina. Não deixe de visitar pelo menos uma!

Downtown Disney – dragão de lego em frente a loja “Lego”

Downtown Disney e CityWalk: te desafio a passar por estes lugares e não sair com pelo menos uma sacolinha na mão. Além de você encontrar lojas legais e famosas espalhadas por estes dois centros lá você também vai encontrar as lojas específicas da Disney World e da Universal respectivamente. Todos os mimos e lembrancinhas que você ver nas lojinhas dos parques certamente encontrará nas lojas maiores. E uma infinidade de coisas que remetem as marcas destes grupos, sem contar que acredito ser possível encontrar quase tudo com a cara do Mickey.
É no Downtown Disney que fica a lindíssima e encantadora loja da Lego, não deixe de conhecer!

Fachada loja de doces do Pateta em Downtown Disney – imperdível!

Guia de sobrevivência nos parques

Dia de visita a parques tenha certeza que você vai andar muito (em média 10 km por dia) então não se esqueça, o seu “uniforme” de parque deverá incluir um calçado bem confortável, eu sempre dou preferência a tênis, e roupas leves. No verão shorts e camisetas leves, no inverno (apesar da região não ter invernos rigorosos) salve um casaco e camisetas leves por baixo pra o caso de esquentar. Bonés e óculos escuros também são essenciais.

Você pode levar mochilas aos parques. Em especial para onde tem atrações que molham a roupa e pra quem está com crianças leve sempre pelo menos uma camiseta extra mas evite sobrecarregar sua bolsa/ mochila pois o peso é maior no final do dia com o cansaço. Não esqueça JAMAIS o protetor solar e garrafas de água. Nos parques as bolsas são revistadas nas entradas e são proibidas garrafas que não sejam de plástico.

Para quem está com criança é legal levar um bloquinho de papel e caneta para os autógrafos dos personagens e, claro, a câmara fotográfica sempre a mão.

Epcot – exemplo de onde retirar seu mapa

Os mapas dos parques são indispensáveis pra você se localizar, identificar as atrações que quer visitar, ver horários dos shows e encontrar locais pras refeições que lhe agrade. Estes mapas são gratuitos retirados nas entradas dos parques e identificados com uma bandeira e o respectivo idioma.

Se precisar de ajuda e estiver inseguro com o inglês procure, nos parques, por funcionários com um broche da bandeira do Brasil ao lado do nome de identificação pessoal. No aperto, tente uma conversação em “portunhol” é comum as pessoas serem prestativas e tentarem te compreender e se fazerem compreendidas em especial nos parques e shoppings, já estão acostumados como grande público brasileiro.

Independente se você estiver com um grande grupo ou com apenas mais uma pessoa sempre marque pontos de encontro, os parques são realmente grandes e sempre cheios, se perder é comum. Então sempre trace uma estratégia para casos de desencontros com locais e horas definidas, não deixe seu(s) companheiro(s) esperando pois assim como você todos querem aproveitar o máximo do tempo por lá. Caso ocorra desencontros sem vocês terem um plano para isso, não se desespere, dirija-se aos centros de informações (Guest Services) espalhados pelo complexos e aguarde orientações.

Agora, é só planejar sua viagem e aproveitar… Que suas viagens dos sonhos tornem-se realidade, sempre!

Magic Kigdom – Disney world

Island of Adventure – Universal Parks

Visite os post com mais detalhes dos parque:

Disney World – Onde sonhos tornam-se realidade!
Universal Parks
SeaWorld Parks

Facebook Comments

Deixe uma resposta